quinta-feira, 4 de outubro de 2018

[11/08/2018] 14ª OFICINA PROMOTORAS LEGAIS POPULARES SÃO SEBASTIÃO

Relatoria Oficina dia 11/08//2018 São Sebastião

14° Oficina PLPs São Sebastião

TEMA: ABORTO
1-    Chegada: reapresentações de todas e do pacto de convívio

2-    Dinâmica de abertura – Dinâmica com balões, conduzida por Cleani Calazans.  Cada uma passava o balão para outra (representava sua vida); depois um outro balão (representava a vida da outra) era jogado para o alto e não poderia tocar o chão.

3-    Contextos familiares – Perguntas lançadas para o debate- conduzida por Mariana Barbosa: 
a- quantos irmãos vocês tem?
b- como suas mães se preveniam da gravidez?
c- vocês foram planejadas?
d- seus pais participaram dessas discussões?
e- como vocês foram educadas?

4- Lei de planejamento familiar (Foi exposto por Mariana e Heloísa)
a- o que o Estado oferece
b- esterilização (contextos/métodos/ lei)
c- métodos contraceptivos oferecidos (vantagens e desvantagens)

5-    Planejamento familiar (Conversamos sobre esse tema)

6-    LANCHE

7-    Conversa sobre Aborto (leis/ pesquisas/ estatísticas etc...). Heloísa distribuiu em papéis, assuntos específicos sobre o tema para cada grupo discorrer, depois o assunto era exposto para o debate com todas.

14° Oficina PLPs São Sebastião

14° Oficina PLPs São Sebastião

14° Oficina PLPs São Sebastião

14° Oficina PLPs São Sebastião

Relatado por Cleani Calazans

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

[04/08/2018] 13ª OFICINA PROMOTORAS LEGAIS POPULARES CEILÂNDIA


Relatoria do encontro 04/08/2018

Essa foi a nossa primeira oficina do segundo semestre, após retornar das nossas semaninhas de férias. A proposta foi retomarmos um pouco do que aprendemos e discutimos na primeira metade do nosso curso.
Na primeira parte do encontro fizemos uma atividade fundamental: as mulheres escreveram de forma anônima o que não gostaram no primeiro semestre e o que poderia ser melhorado.
A questão mais comentada foi a necessidade de cuidar do tempo de fala para que todas falem e contribuam com os debates, inclusive as mais tímidas. Ponto importante que nós mulheres que falamos muito precisamos ter empatia e cuidado em todos os encontros.
No segundo momento trabalhamos alguns termos que são ruins embora muito utilizados no cotidiano:
Homossexualismo é ultrapassado e indica a ideia de doença; logo o termo adequado é homossexualidade ou homoafetivo.  O termo povos indígenas é mais amplo e plural que índio. Pessoa em situação de rua é uma expressão melhor que morador de rua. GLS é uma sigla antiga e LGBTQ+ é mais abrangente e inclui as afetividades. Usar orientação sexual ao invés de opção sexual, pois não se trata de uma escolha, as pessoas são. A palavra negra é adequada, enquanto a palavra mulata é extremamente racista.

Relatado pela cursista Maria Laura



segunda-feira, 24 de setembro de 2018

[14/07/2018] 13ª OFICINA PROMOTORAS LEGAIS POPULARES SÃO SEBASTIÃO

Fotos Oficina dia 14/07/2018 São Sebastião


13ª oficina PLPs São Sebastião


13ª oficina PLPs São Sebastião


A Oficina foi sobre história dos direitos civis das mulheres, conduzida por Clara Cunha

[14/07/2018] 12ª OFICINA PROMOTORAS LEGAIS POPULARES CEILÂNDIA

Relatoria Oficina 14/07/2018 - Ceilândia

O tema do nosso encontro foi aborto, tivemos a presença especial da Marjorie que conversou conosco acerca da quantidade de abortos no Brasil, do perfil das mulheres que abortam, bem como da possibilidade da descriminalização dessa prática. 
Fizemos uma dinâmica em grupos em que cada grupo recebeu a história de uma mulher que praticou aborto e escreveu em um papel o que imaginava ser o perfil dessa mulher, criou um nome, onde mora, idade, classe social e profissão. 
Após, cada grupo contou resumidamente a história que pegou e como imaginou o perfil da mulher, as histórias eram todas reais e com isso pudemos concluir que a mulher que comete aborto no Brasil é a mulher comum, de todas as classes e idades. 
Conversamos sobre o tema na grande roda e, em seguida, a Marjorie fez uma apresentação sobre o tema mostrando as estatísticas principais sobre a aborto e a morte de mulheres por aborto. 
Ao final comentamos sobre a audiência pública da ADPF 442 que discute a descriminalização do aborto, cuja data se aproxima, e sobre o festival pela vida das mulheres, ação que está sendo organizada pelos coletivos feministas durante o período da audiência. 

Relatora: Ana Letícia 


Essa foi nossa última oficina do primeiro semestre, nos despedimos para umas férias merecidas nas próximas semanas e retornamos em agosto! <3 

[07/07/2018] 12ª OFICINA PROMOTORAS LEGAIS POPULARES SÃO SEBASTIÃO

Relatoria Oficina dia 07/07/2018 São Sebastião


12ª oficina PLPs São Sebastião

A Oficina foi sobre a representação das mulheres na mídia, beleza e auto-estima

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

[07/07/2018] 11ª OFICINA PROMOTORAS LEGAIS POPULARES CEILÂNDIA

Relatoria Oficina 07/07/2018 - Ceilândia

Dia 07/07/2017 debatemos sobre maternidade. 
Foi convidada para conduzir o debate a Elaine, uma maravilhosa doula, que nos ensinou como o modo de nascer no Brasil é majoritariamente violento, como nossos direitos reprodutivos estão sendo violados e como a violência obstétrica é uma trágica realidade que ocorre por ser uma violência de gênero, ou seja uma contra as mulheres, por meio de um  sistema que se  apropria do corpo feminino e decide o seu destino violento. Um sistema que não pergunta, que decide e cala. 
É  uma violência silenciosa, pois se encontra em práticas sociais que contam com uma estrutura misógina tão forte que faz parecer que tudo que passamos é normal, que é assim que deve ser. Métodos não recomendados, sem embasamento científico algum e amplamente utilizados como protocolo médico, como o chamado "ponto do marido", além de humilhações de cunho sexual e misógino são apenas algumas dessas violências.
Apesar de tudo isto, concluímos que a melhor forma no combate à violência obstétrica são as redes de apoio de mulheres para que nos informemos e repassemos as informações, bem como encontremos profissionais que lutem pela causa feminista de diversas áreas, para que nossos direitos sejam garantidos. O apoio da rede é  de suma importância para nos fortalecermos diante de tamanha violência e nos mobilizarmos imediatamente toda vez que uma mulher sofrer violência obstétrica.

Relatado pela cursista Luaralica Gomes Souto Maior de Oliveira




Ao final da oficina cantamos parabéns para a Ana Letícia, cursista e facilitadora, que estava de aniversário no dia! 




[30/06/2018] 11ª OFICINA PROMOTORAS LEGAIS POPULARES SÃO SEBASTIÃO

Relatoria Oficina dia 30/06/2018 São Sebastião


11ª oficina PLPs São Sebastião
Oficina sobre Sagrado Feminino mediado por Íris Regina Lima




11ª  oficina PLPs São Sebastião

11ª  oficina PLPs São Sebastião

11ª  oficina PLPs São Sebastião